Valete de Copas Duas meias maratonas em apenas um mês - Valete de Copas
travel-one

Duas meias maratonas em apenas um mês

O relato da participação, em junho, em duas competições: Figueira da Foz e Gondomar.

Primeiro na Figueira da Foz e, mais tarde, em Gondomar. Um mês recheado de competição obriga a ter vários detalhes em atenção, ainda mais quando os treinos são poucos. A marcação do ritmo e conhecimento do trajeto são essenciais para uma resposta positiva.

A 11.ª Meia Maratona da Figueira da Foz decorreu no dia 4 de junho. Este ano fomos na véspera e ficamos alojados em casa de um casal amigo. Assim vale a pena: aliar a corrida à amizade dá origem a um fim-de-semana espetacular… que passou a correr!

Levantámos as dorsais no sábado durante a tarde e aproveitámos para passear um pouco pela marginal. Sentimos o vento “vindo da serra”, caraterístico da Figueira da Foz. Mas, apesar disso, prevíamos que a temperatura ia estar propícia à corrida.

No dia da prova, no caminho até à partida verificámos que a temperatura era impecável para correr, mas o vento estava… rápido! O início foi atribulado (um amigo que se estreava na meia maratona perdera o dorsal e tivemos de o acompanhar ao secretariado), mas tudo se resolveu. Não sabíamos da sua existência antes da partida, mas ficamos agradados com a presença de pacers, atletas experientes que ajudam os restantes a marcar determinados ritmos, que no caso foram de 4:45, 5:00 e 5:15 min/km. Para mim caía que nem uma luva e segui o último.

Com o decorrer da corrida, o grupo inicialmente formado pelo pacer e 4 atletas, restringiu-se a nós os dois! Interessante a conversa que travámos, com alguns conselhos interessantes. Foi uma prova relativamente pacífica, num ritmo confortável, permitindo-me fazer, finalmente, as pazes com esta distância! Considero esta prova bonita, quase sempre com o mar e o rio a nosso lado e pequenas incursões no interior da cidade, e relativamente acessível para realizar bons tempos.

É de salientar o entusiasmo presente nas ruas, com apoio popular (apesar de não ser em grande numero, era entusiástico)! É uma prova a repetir, tal como o almoço – que magníficas sardinhas assadas!

Semanas mais tarde, no dia 25 de junho, seguiu-se a 4.ª Meia Maratona D’Ouro Run Gondomar. Com início, pelas 10 horas, junto à Marina do Freixo e percurso sempre na marginal do Douro, até perto da Barragem de Crestuma, regressando depois ao local de partida, zona interessante que possibilita aos acompanhantes, não inscritos nas provas, ocuparem o seu tempo com parque infantil, passadiço ao longo da marginal (cerca de 3 km) e acesso à Marina.

Na véspera, o microclima da zona preocupava! Só esperava que, ao invés do ano anterior, a temperatura fosse nossa amiga, sem neblinas e chuveiros. Mas tivemos sorte com um tempo agradável. Assim que chegámos, por volta das 9 horas, fomos encontrando pessoas conhecidas e conversando: é (também) por isto que correr é fantástico!

Admito que me interrogava se seria capaz de manter o ritmo desejado até ao fim, depois de mais uma semana sem treinos. Desde a partida, tentei manter o ritmo programado (5:15 min/km). Durante a primeira metade da prova, senti-me bem, confiante, resistindo à tentação de aumentar a cadência (e foi uma ótima opção!). Terminei com o ritmo desejado e o esforço controlado. Ficou a sensação de que poderia ter feito melhor.

Foi uma meia maratona de percurso agradável, seguindo as curvas do rio Douro. Algumas subidas, mas nada de extraordinário. Não faltou água nos abastecimentos nem nos chuveiros ao longo do percurso. O facto de o chip nas sapatilhas ser descartável, é ótimo! O ambiente vivido é daqueles que eu gosto: festa, “caseiro” (apesar de já ter alguma projeção), camaradagem e incentivo em algumas partes.

Bons treinos!

Imagens © Atletas Net Portugal e EventSport

Abílio Cardoso Teixeira

Marido. Pai. Amigo. (Também) profissional de saúde e corredor amador. Curioso. Máxima profissional: tudo tem uma explicação. Máxima de vida: tudo tem uma explicação!

0 Comentários

    Dê a sua cartada.

Deixe-nos o seu comentário

Faça login no topo da página para comentar.