Valete de Copas Entrar no Palco e provar dos melhores cenários - Valete de Copas
travel-one

Entrar no Palco e provar dos melhores cenários

No restaurante do Hotel Teatro, no Porto, as cortinas abrem-se para uma degustação diferenciadora.

Ocasiões especiais exigem vivências à altura e experiências que, idealmente, permitam guardar as melhores e mais preenchidas recordações. A escolha do restaurante Palco para celebrar uma das poucas datas do ano que por cá é marcada a rigor, surgiu pelas garantias fidedignas que aqui poderíamos usufruir de um dos melhores menus de degustação no que à relação custo-qualidade diz respeito. Assim foi!

No Palco, espaço situado no Hotel Teatro Porto, bem no centro da baixa, chamam-lhes "cenários de degustação", claro está. E convidam a conhecer o trabalho de um jovem chef que dá grandes mostras de arrojado potencial e muito talento.    

O facto de se localizar num hotel não costuma ser um critério abonatório, mas assumo que aqui em nada o funcionamento do uso hoteleiro se faz sentir. As salas encontram-se bem localizadas no piso principal, e devidamente resguardadas de percursos ou ruídos perturbadores da refeição.  

O espaço é altamente intimista, de decoração elegante e requintada, com duas salas e dois ambientes complementares. O atendimento está totalmente nivelado com a qualidade da estrutura. Muito atencioso, sóbrio e simpático, e sempre, claro, acompanhado da devida explicação da natureza de cada momento que vai chegando à mesa.   

Ainda que o restaurante estivesse quase vazio, o acolhimento do serviço e a entrega às iguarias compuseram de forma ímpar o ambiente.

Existem também na carta algumas "peças soltas", que é como quem diz pratos individuais, mas o "Almeida Garret" e o "Palco" são os cenários de degustação disponíveis que, naturalmente, tinham de vir para a mesa. 

O primeiro contempla seis momentos e o segundo conta com oito. Ao almoço é possível usufruir de menu executivo pelo valor de 25,00€, enquanto para um jantar deste género acompanhado de vinho de gama média ronda os 150,00€/casal.



As entradas, entre miminhos do chef e momentos do menu, surpreenderam q.b. Quer fosse pela apresentação dos elementos ou pela incrível concentração de sabor em peças tão pequenas, não é possível ficar indiferente à intensidade do que nos é apresentado.

A mini sande de leitão ainda hoje faz babar. Assim como as simples manteigas do couvert, que desaparecem num piscar de olhos barradas nos diferentes pães disponíveis, no seio dos quais a fofíssima focaccia foi rainha. 

Os "pratos principais" que foram desde salmonete, a pregado e choco, passando por pintada, novilho e borrego, mostram-se todos eles magníficos, diferenciadores e principalmente muito bem confecionados. 

Da proteína tenho de destacar o peixe que, de uma forma geral foi sem dúvida o que mais impressionou e agradou, convencendo até quem, por norma, não se dá com estes meninos do mar. O pregado marcou até hoje. Julgo até que nunca será esquecido.

À excepção do choco, cujo composição me "perturbou" um pouco e não conseguiu convencer completamente, tudo o resto estava perfeito. 

As impressionantes sobremesas apresentaram-se únicas e estimulantes, como é suposto numa experiência destas. Autênticas peças artísticas.

Contudo, a "beterraba, champanhe" terá sido a que mais expressões de surpresa criou. Talvez por não apreciar muito o efeito-terra deste tubérculo e me ter rendido em absoluto à criativa solução do chef na apresentação do prato, que mescla sabores e texturas de forma irreverente e altamente funcional. Com um nível de espectacularidade mais sóbrio, o doce "chocolate, maracujá e fava tonka" foi também dos favoritos.

Para um momento especial ou simplesmente para uma noite de felicidade pela qual qualquer foodie anseia, o Palco é de facto o sítio onde as obras de arte oferecidas valem cada suspiro, cada segundo, cada cêntimo.   

A criatividade ombreia com o arrojo, e juntos proporcionam sensações daquelas que nos deixam de sorriso na cara sempre que as recordamos. Como agora, meses depois, enquanto relato a experiência.

Ás: Os menus de Degustação e o atendimento.

Duque: Não há.


Mais informações:
Restaurante Palco
Rua Sá da Bandeira, 84
4000-427 Porto
Contacto: 22 040 9620
Página do Facebook: Restaurante Palco
Website: http://hotelteatro.pt/o-restaurante-palco/

Susana Ferreira

Coração de foodie alimentado por uma imensa curiosidade. O meu! Não consigo ver no ato de comer a satisfação de uma mera necessidade fisiológica, mas antes um dos mais essenciais momentos de felicidade. Detesto comer mal mas não sou esquisita, e perco-me por comida autêntica e bonita, que prefiro cozinhar para os outros. Dos lugares, volto sempre aos que me surpreendem e alimentam também a alma. Dos momentos, desfolhar um livro de comida, conhecer um ingrediente novo ou encantar-me por sabores de outras paragens, é quanto basta para serem felizes. Cozinhar, Comer, Viajar, Aprender e Partilhar são os verbos que me preenchem. Assim como Barcelona, queijos, fruta, alta pastelaria, bom sushi e genuínos sabores italianos.

0 Comentários

    Dê a sua cartada.

Deixe-nos o seu comentário

Faça login no topo da página para comentar.