Valete de Copas Os erros que os praticantes de corrida devem evitar - Valete de Copas
travel-one

Os erros que os praticantes de corrida devem evitar

Todos os pormenores são importantes para não surgirem contratempos e sobretudo lesões.

Sou um corredor amador, mas preocupado! Apesar de não ser propriamente cumpridor das minhas resoluções de corrida, lá vou tentando! E uma das coisas que faço, sempre que tenho tempo, é dar uma vista de olhos no que se escreve sobre corrida. Hoje falo de erros em corrida. E eu cometo vários…

Treino de força
No meu caso, tento conciliar muitas coisas, entre elas a corrida e o ginásio. Nem sempre é possível, mas é importante um adequado treino, que concilie estas duas  vertentes para uma economia de energia.

Técnica de corrida e coordenação neuro-motora
Admito que tenho esforçado, apesar de não ter muito sucesso. Isto é importante ao nível do treino, pois posturas adequadas durante a corrida permitem melhores resultados e menor quantidade e gravidade de lesões. É importante uma postura não promotora de tensão: cabeça a olhar a frente, braços paralelo ao tronco numa angulação próxima dos 90º, mãos ligeiramente fechadas (como se segurassem um ovo).

Calçado
Aqui existe um problema: monetário. Nem todos podemos comprar sapatilhas para treino, corrida e/ou para corridas mais curtas e corridas mais longas. Eu sou apologista que todo o calçado é bom, desde que nos sintamos confortáveis durante e no final do treino ou corrida. Neste momento prefiro calçado mais leve e, consequentemente mais baixo. Realço que é importante relacionar o peso ao tipo de treino/provas. O erro reside aqui e os resultados do mesmo, mais tarde ou mais cedo aparecerão.



O ritmo de corrida
Devemos ter em atenção o tipo de prova. Aconselho para provas mais curtas (5 ou 10 km) o início ao ritmo planeado, pois caso o ritmo seja mais lento, poderá ser difícil a recuperação. Em provas mais longas, existem diferentes teorias. Eu opto por controlar o ritmo médio, tentando andar sempre próximo do mesmo (porque os meus últimos metros são muito lentos: insisto na companhia do “meu pequenino” ao passar a meta!).

Aumento dos quilómetros semanais rapidamente
O organismo precisa de tempo para recuperação. Em regra, aconselha-se o aumento de 10% a cada semana, de forma a aumentar a eficiência e otimizar o desempenho. Caso não a cumpramos, corremos o risco da resposta do organismo: lesão!

Aquecimento
É recomendado o aquecimento dinâmico (e não estático!) prévio à corrida. Em treino, como o tempo é contado, encaro o primeiro quilómetro como aquecimento.

Regularidade
A regularidade é de extrema importância. No meu caso, é o aspeto mais descurado, por incapacidade de gestão do tempo! E ressinto no desempenho. O que decidi: não tenho tempo para correr 10km? Corro 5! Ou um treino intervalado! Ou uma caminhada em família! Claro está que aproxima-se uma altura em que esta regularidade irá assumir uma proporção ainda maior: a preparação para a maratona (que eu conto ir contando por aqui).

Hidratação
A água é primordial para a manutenção das funções do organismo. Durante o treino/corrida perdemos muitos líquidos (principal responsável pela perda de peso durante a corrida) que têm que ser repostos. Assim, aconselha-se a ingestão de 150 ml de água a cada 15 minutos (ou equivalente: 200ml a cada 20 minutos).

Equipamento
Sobre este ponto muito poderá ser dito. Mas, em tempo de calor, aconselho: camisola e calções de tecido respirável, boné e, muito importante, protetor solar.

Brevemente, irei compilar mais erros a evitar e sugestões para os resolver. Bons treinos!

Abílio Cardoso Teixeira

Marido. Pai. Amigo. (Também) profissional de saúde e corredor amador. Curioso. Máxima profissional: tudo tem uma explicação. Máxima de vida: tudo tem uma explicação!

0 Comentários

    Dê a sua cartada.

Deixe-nos o seu comentário

Faça login no topo da página para comentar.