Valete de Copas Treinar em dias quentes sem pôr a saúde em risco - Valete de Copas
travel-one

Treinar em dias quentes sem pôr a saúde em risco

Dicas com tudo o que deve saber e fazer antes de treinar ao ar livre durante este verão.

Para quem gosta de treinar ao ar livre, os dias quentes de verão podem acarretar riscos para a saúde, se não se seguirem os cuidados necessários. Em plena altura de muito calor, partilhamos alguns conselhos que deve seguir para conseguir treinar ao ar livre sem risco de insolação, desidratação ou queimaduras solares.

Antes de ir treinar, tome um banho com água fria ou quase fria. Pode custar ou parecer estranho, mas isso vai ajudar o corpo a baixar a temperatura e deverá demorar mais até que aqueça excessivamente quando for treinar ao ar livre num dia quente. Também lhe dará mais energia e o efeito refrescante pode ser prolongado se deixar o cabelo molhado.

Hidrate-se. A hidratação deve começar logo antes do treino. Deve beber entre 400 e 700 ml de água a cada duas horas antes de ir treinar e já durante o treino deve beber entre 180 e 230 ml de água a cada 15 ou 20 minutos de exercício. Para treinos superiores a uma hora deverá beber água mas também bebidas desportivas, para repôr os sais minerais e recuperar energia.

Evite treinar nas horas de maior calor. O período de maior risco é entre as 11h e as 16h. Isto porque o risco de insolação, desidratação e queimaduras solares é muito mais elevado e também se vai cansar mais rapidamente.

Vista roupa leve, solta, fresca e de cores claras. Isto é essencial para que o corpo não aqueça demasiado e se consiga refrescar enquanto está a treinar.

Abuse do protetor solar e use chapéu. Aplique um protetor com fator 30 ou mais e escolha uma fórmula que seja leve para não entupir os poros e impedi-los de libertar a transpiração. Lembre-se que quando está nevoeiro ou encoberto e mesmo nas horas de nascer e pôr do sol, os raios ultravioleta também queimam a pele e são prejudiciais.

Leve snacks no bolso. Fruta, frutos secos ou barras energéticas podem ajudá-lo a recuperar energia a meio ou no final do treino.

Saiba quando parar. No caso de ter sintomas como fraqueza, indisposição, tonturas, pele pálida, dor de cabeça, cãibras, dores musculares, náuseas e vómitos ou coração acelerado são motivos para parar e, se não passar, procurar assistência médica.

M. L.

Comunicadora (e tagarela) de nascença e bom garfo desde a idade adulta. Para mim viver, viajar, comer, descobrir e amar são os melhores presentes desta vida. O meu sonho é poder viajar pelo mundo a desvendar os melhores restaurantes, hotéis, esplanadas, bares, praias e a conhecer as pessoas e os spots mais cool.

0 Comentários

    Dê a sua cartada.

Deixe-nos o seu comentário

Faça login no topo da página para comentar.